Noiva BH por Rose Quadros

O bom anfitrião

06/11/2013

Fotografia: Álbum de casamento

 A quantidade de textos sobre o comportamento adequado e inadequado para convidados de eventos é enorme e não pára de crescer. Por isso hoje meu foco será outro. Quando se fala em casamento invariavelmente falamos de receber convidados. Não importa se você vai oferecer bem casados ou bombons ao final da cerimônia ou se vai promover uma festa badaladíssima, independente disso você e seus familiares terão convidados e isso os torna anfitriões. Mas como ser um bom anfitrião?

Muito já se falou sobre o assunto. Temos guias de etiqueta para todos os gostos, dos mais formais até os descontraídos. Entretanto, a que se respeitar algumas regras para receber bem. Com o excesso de informalidade nos dias de hoje, alguns casais se sentem perdidos sem saber qual regra seguir. Isso faz com que o assunto seja sempre atual. Recebo em meu escritório e por email várias dúvidas e vou abordar algumas aqui.

O bom anfitrião é aquele que recebe bem todos os convidados, respeitando e aceitando suas particularidades.

Já recebi pedidos para fechar as portas da igreja pouco antes do final da cerimônia, abrindo só após os noivos saírem; já recebi pedido para limitar o acesso à mesa de doces, dentre outros pedidos peculiares. Sim, alguns convidados deixam a igreja antes do cortejo de saída. Sim, alguns convidados atacam a mesa de doces antes do jantar ser servido. Sim, tudo isso é deselegante. Mas o papel do anfitrião não é o de educador.

Seu convidado deixou o próprio lar para atender a um convite seu e deve ser tratado com deferência independente de demonstrar ou não boas maneiras. Ele não é um figurante representando um papel por você designado, ele foi escolhido entre vários conhecidos para compartilhar de um momento importante com os noivos e seus familiares, por isso suas particularidades (independente de quão deselegantes sejam) devem ser respeitadas. Deixo um exemplo que sempre utilizo em meus atendimentos para ilustrar: você recebe em sua casa um pequeno grupo para jantar e um dos convidados coloca o guardanapo de tecido dentro da gola da camisa. Você vai abordá-lo dizendo que isso é errado e que o guardanapo deve ficar no colo? Claro que não, certo? Pense nisso!

O bom anfitrião prepara um menu e uma carta de bebidas que atenda o maior número de convidados possível.

Isso acontece com menor frequência, mas infelizmente ainda acontece. Todo evento gera custos, às vezes altíssimos, e no intuito de baixar o custo em alguns itens, há casais que mesmo após orientados por sua cerimonialista, oferecem bebidas diferentes na mesa dos pais e padrinhos, por exemplo. Isso é extremamente indelicado, pois passa a mensagem que os anfitriões consideram alguns convidados mais importantes que outros. Atenção: mesmo que você oriente os garçons a serem discretos e não circularem com as garrafas, trazendo-as apenas quando forem servir alguém, esteja certo que sempre há uma ou duas pessoas que percebem e aí… todo o seu esforço em receber bem vai por água abaixo por causa de um pequeno detalhe.

 

 Fotografia: La foto

O objetivo do bom anfitrião é que todos tenham prazer.

Lembre-se de uma festa inesquecível na qual você tenha ido. Cada pessoa tem uma lembrança diferente, às vezes do mesmo evento: a gastronomia, a bebida, os doces, o DJ, a banda, as atrações, aquele momento com os noivos… Uma boa festa é aquela na qual as expectativas do maior número de pessoas seja atendida e, se possível, surpreendida. Para isso os anfitriões precisam considerar a diversidade de gostos e não ficarem presos apenas às próprias preferências, correndo o risco de agradar apenas uma tribo e deixar várias outras insatisfeitas. Você e seu noivo amam rock? Inclua alguns sucessos no repertório sem restringir todo o evento a um ritmo. Você não abre mão de um bom filé? É super elegante incluir opções para os vegetarianos. Essa é a melhor forma de demonstrar seu apreço por seus convidados e garantir que a festa siga animada por horas a fio.

O bom anfitrião agradece a presença de todos.

É cada vez mais comum que os noivos façam o agradecimento coletivo no microfone e convidem os presentes para abraça-los na pista. Entretanto há aqueles que não podem se locomover ou que simplesmente não gostam de ambientes agitados, optando por não sair de suas mesas. Esses convidados merecem o mesmo carinho e atenção já que foram prestigiar os noivos. Garanto que será gratificante receber o abraço daquelas pessoas queridas que fizeram questão de ir te ver e que será mais rápido do que você imagina (a não ser que você faça um evento para 600-1000 pessoas! Rs).

Cartão de agradecimento é uma delicadeza que todo bom anfitrião nunca esquece.

Enviar um cartão agradecendo a presença e os presentes recebidos é uma ótima oportunidade para comunicar o novo endereço do casal. Além de elegante e educada, essa atitude demonstra a delicadeza do casal ao retribuir o presente disponibilizando seu novo lar para uma visita.

Como vocês viram, receber bem vai muito além de servir o que há de melhor na gastronomia, caprichar no mise en place ou investir em ambientes suntuosos. Receber bem se refere a cuidado, gratidão e respeito para com seu convidado.

Beijo grande!

Rose Quadros Cerimonial Belo Horizonte

Compartilhe:

Escrito por: Rose Quadros
Topo