Noiva BH por Rose Quadros

Lua de Mel – Serras Catarinenses

28/03/2011

Santa Catarina é hoje considerado um dos estados mais ricos do País em beleza natural e diversidade cultural. Ocupa lugar estratégico na região Sul e carrega importantes passagens na sua colonização e na sua história.

Neste panorama, destacamos com especial orgulho a Serra Catarinense, considerada um dos mais belos destinos do cenário nacional e internacional. Seus municípios, com características típicas do “jeito serrano” nos remetem a uma simplicidade singular e ao mesmo tempo de gente que sempre lutou para preservar suas raízes e costumes.

A topografia e a natureza serranas são exuberantes e ricas em nascentes, rios e cachoeiras límpidas, cânions gigantescos e serras com recortes inacreditáveis.

 

 

Passeios


Bom Jardim da Serra


Os visitantes que procuram a Serra do Rio do Rastro encontram uma das paisagens mais bonitas de Santa Catarina. Uma das opções é o pequeno município de Bom Jardim da Serra, que conta com uma cordilheira de 1467 metros de altura, cânions, pomares de maçã e animais de várias espécies.

 

A natureza preservada é uma espécie de refúgio para lebres, gatos do mato, jaguatiricas e pumas, estes mais difíceis de aparecerem para os visitantes. Já os quatis não se assustam com a presença dos turistas e até aceitam ser alimentados. O caminho para Bom Jardim da Serra – uma estrada em meio a montanhas cobertas por mata nativa – proporciona um passeio que encanta qualquer pessoa. A estrada tem 34 quilômetros. A subida começa em Lauro Müller e no alto da montanha fica Bom Jardim da Serra, uma cidade pequena e acolhedora. Ao chegar no topo da Serra, é impossível não parar. No ponto mais alto fica um mirante, de onde é possível visualizar todas as curvas da estrada em meio à mata nativa. Bom Jardim também é conhecida como Capital das águas, são 18 rios que nascem no município, todos afluentes do Rio Pelotas. São mais de 30 cascatas. Nos dias frios, em alguns locais, as águas ficam congeladas, proporcionando um cenário inusitado. Nos lagos da região, os patos andam sobre os pedaços de gelo formados por cima da água.

 

São Joaquim


São Joaquim, conhecida como a capital da maçã, fica a 45 quilômetros de Bom Jardim da Serra. A cidade que é conhecida por ser uma das mais frias do Brasil não tem como única atração a neve. Os dias com temperaturas amenas são ideais para conhecer o Parque Nacional da Maçã, onde é possível encontrar o artesanato do Planalto Serrano. Para quem gosta de apreciar a natureza, uma boa dica é visitar o Parque Ecológico. São 30 hectares cobertos por mata, com diversas trilhas, quem resolver conhecer a floresta é preciso sempre estar acompanhado de um guia. O parque fica nas margens da SC-438. Urubici

 

Para quem quer está na região e quer sentir frio, a sugestão é pegar o carro e seguir para Urubici. No município, fica localizado o Morro da Igreja, com 1828 metros de altura. O pico, onde a temperatura mais baixa já registrada foi de 17 graus abaixo de zero, é considerado o mais gelado do Sul do Brasil. Mesmo nos dias de temperatura amena, no Morro da Igreja a temperatura é sempre mais baixa do que em outros locais.

 

Do alto do morro, é possível avistar parte do litoral de Santa Catarina e um grande cânion. Urubici tem menos de 10 mil habitantes e hoje conta com 17 empreendimentos hoteleiros, entre pousadas, hotéis fazendas e albergues.


Serra do Corvo Branco


A Serra do Corvo Branco liga Urubici ao litoral Sul com altitude de 1470 metros. Quem já passou pela estrada geralmente define o passeio como uma aventura. O trajeto precisa ser feito com cuidado, a estrada é estreita e as curvas são fechadas. O nome da Serra é uma referência a uma figura formada pelas rochas. Olhando para as encostas íngremes, é possível ver a figura de um corvo.

 

 

Como Ir


Para quem vai de carro, são várias as vias de acesso que levam até a Serra Catarinense. Abaixo, segue a descrição das estradas:Norte – SC 430 ligando o município a BR 282 em Bom Retiro, rodovia com pavimentação.Sul – SC 430 dando acesso a São Joaquim e Bom Jardim da Serra, rodovia com pavimentação.Leste – SC 439 desce a serra chegando ao município de Grão Pará, tendo ligação com a BR 101 em Tubarão, rodovia sem pavimentação.Oeste – SC 439 levando ao município de Rio Rufino, rodovia sem pavimentação.

 

Quando Ir


A Serra Catarinense pode e deve ser visitada durante todo o ano, mas é no inverno que as paisagens, aliadas às baixíssimas temperaturas dão a essa região um ar tipicamente europeu. O frio na época do inverno chega a temperaturas bem abaixo de zero, com precipitações de neve em várias localidades, permitindo um visual muito bonito da natureza e das montanhas.


Onde Ficar


O turismo na Serra Catarinense registra desenvolvimento crescente, com suas pousadas temáticas e hotéis-fazenda, que oferecem aconchego, conforto, lazer, rusticidade e culinária típica, sem nunca perder o foco para o atendimento qualificado e diferenciado.


Alimentação


Nos hotéis, o cardápio é uma atração à parte. A comida é feita em fogões a lenha, o cozimento é mais lento e os alimentos mantêm o sabor e ficam mais irresistíveis com a mistura de temperos. Do café da manhã ao jantar, são servidas comidas típicas da região e muitos produtos são cultivados no próprio hotel. No café da manhã do Rio do Rastro Eco Resort, por exemplo, há queijos, bolos, biscoitos, geléias e doce de leite que são produzidos na cozinha do resort. Até o peixe servido é pescado nos lagos da propriedade. Um dos principais pratos é a truta na massa de sal, assada sobre pedra de mármore.

 

Ainda é possível saborear ovelha ao creme de menta e frescal – carne salgada antes do preparo e seca em temperatura ambiente – servido com moranga caramelada. Como há muitas árvores de araucária na região, o pinhão é encontrado em grande quantidade. Os pratos geralmente são servidos com paçoca de pinhão, uma iguaria típica de Santa Catarina feita com pinhão triturado e misturado com carnes e temperos.


Clima


As Serras Catarinenses oferecem um verão extremamente agradável, com temperatura média de 22 º C. E o inverno, mesmo com temperaturas abaixo de 0°C é convidativo e inesquecível, com geadas e freqüentes precipitações de neve.

 

 

Toque Romântico


Para aqueles que desejam um pouco de adrenalina, Urubici está se transformando em ponto de encontro dos adeptos de esportes radicais, entre eles: o rappel, parapente, asa-delta, motocross e jeep. Os hotéis da cidade oferecem informações sobre essas atrações.


Visite algumas das diversas cachoeiras, quedas d’ água e cascatas da Serra Catarinense. Ao todo, são mais de 80.


Aproveite o frio da região para comer uma deliciosa fondue à luz de velas.


Fonte: viagemdeluademel.com

Compartilhe:

Escrito por: Mariana Reis
Topo