Noiva BH por Rose Quadros

Vou Casar › Lua de Mel

Lua de Mel – Santiago do Chile

29/12/2010

É em Santiago, capital do Chile, que você encontrará uma oferta de entretenimento quase exclusivamente urbana. Mas, saiba que talvez em nenhum outro lugar a presença da natureza seja tão imponente sobre a atmosfera cosmopolita como em Santiago. É que, por cima dos arranha-céus envidraçados, domina imponente, parte da Cordilheira dos Andes.


Além disso, ela é moderna e rica. Está entre as 60 cidades com maior poder aquisitivo do mundo. Enquanto Buenos Aires, na Argentina, está para uma Europa de outros tempos, Santiago se espelha numa América do Norte organizada, simpática e politicamente correta. Uma viagem para lá renderá momentos agradáveis, com a surpresa de um céu azul turquesa inesquecível.


Passeios


Aquarium Santiago

Ao lado do MIM fica o aquário de Santiago, com três piso e cerca de 2 mil metros quadrados construídos. Mais de 200 espécies do Chile e do mundo encantam os visitantes. Mas é mesmo o show de papagaios amestrados que brilha no local: as aves “pedalam” bicicletas, andam com patins e fazem até quebra-cabeças.

 

Casa de Pablo Neruda

Encha sua vida de poesia visitando a casa que Pablo Neruda construiu para viver ao lado de sua terceira esposa até o golpe militar. Caminhos no jardim convidam o visitante a se debruçar na arte e no sonho. É lá que fica a sede da Fundação Pablo Neruda.

 

Rota do Vinho

Os vinhos chilenos são conhecidos mundialmente e podemos dizer que estão entre os melhores.

 

Perto de Santiago você encontrará uma variedade de opções de viniculas abertas a visitação. A dica é açugar um carro e conhecer através da rota dos vinhos. Para maiores informações acesse o site local. Não deixe de ir na Casa Silva esta é uma vinicola pequena porem muito charmosa, ela possui restaurante e até hotel. Vale passar o dia!

 

 

Vinicola Concha y Toro

 

 

Uma das principais vinicolas o Chile está localizada a 27 km do centro de Santiago. A Vinicola Concha y Toro vale o passeio! A entrada para a visita guiada custa por pessoa US$ 14 dólares e acontece em horas pré-determinadas. Na alta temporada, é recomendável ligar e reservar. O telefone é (56-2) 475-5269 ou (56-2) 476-5680 ou ainda (56-2) 476-5000. Também é possível reservar pelo site. Vinhos como Dol Melchor, Trio, Casillero del Diablo e Marques de Concha y Toro são alguns dos principais.

 

Vina del Mar e Valparaiso

 

Estas duas cidades litoraneas estão a 120 km de Santiago. 

Valparaiso é uma cidade portuário, patrimonio da Unesco. Ambas possuem ótimas opções de restaurantes e passeios culturais.
 

Fantasilandia

 

Oito hectares, mais de 30 atrações, um milhão de visitantes anualmente. A última novidade foi a montanha russa invertida, em que os passageiros percorrem 689 metros a mais de 80km/h com as pernas soltas em mais de cinco curvas e loops.

 

Mercado Central

 

Inaugurado em 1872 para abrigar uma biblioteca, é considerado uma das construções mais bonitas da época. Preste atenção nos adornos dos pilares e arcos que sustentam o teto e as figuras de mulher em ferro fundido. Foi declarado monumento histórico em 1984. Além de encontrar frutas, peixes e carnes, o local também possui restaurantes.

 

Museu Chileno de Arte Precolombino

 

Museu dedicado ao estudo e divulgação de artefatos pré-colombianos da América do Sul e América Central, foi fundado pelo arquiteto e colecionador Sergio Larraín García-Moreno. Aberto ao público em 1981, é considerado por muitos um dos mais significativos do gênero no mundo: são mais de 3 mil objetos compreendendo um período de 10 mil anos.


Museu Nacional de Belas Artes

 

Inspirado no Petit Palais de Paris, foi inaugurado em 1910 para abrigar coleções de arte chilena do período colonial ao atual. Possui mais de 5 mil peças. Embora conserve artefatos impressionantes, é justamente o projeto arquitetônico do museu que pode deixar o visitante encantado.
 

Palácio de La Moneda

 

A sede da presidência do Chile abriga também o Ministério do Interior, Secretaria Geral da Presidência e do governo. Construído entre 1786 e 1812 para ser a Casa da Moeda, impressiona pela largura das paredes – projetadas para suportar possíveis terremotos, recorrentes na região. Por este motivo, é um dos poucos exemplos da arquitetura colonial espanhola que resistiram ao tempo em Santiago. Napraça, é possível ver estátuas de todos os presidentes do Chile, com destaque para a de Salvador Allende. A visita ao Centro Cultural Palácio de La Moneda é obrigatória.

 

Pátio BellaVista

 

Depois de passear pelas ruas charmosas do bairro Bellavista – o reduto de artistas e intelectuais da cidade -, pare neste pátio. É um centro gastronômico, cultural e artístico que conquista o público pelo charme de seus antigos galpões restaurados (remetendo a uma Santiago de 1900). Lá, além de provar um saboroso vinho argentino e almoçar um delicioso salmão, o turista pode ainda conferir exposições de arte e artesanatos típicos da região.

 

Parque Metropolitano de Santiago do Chile

 

São aproximadamente 720 hectares. Não é de estranhar que um dos maiores parques urbanos do mundo agrade a todos os gostos com boas opções de entretenimento. As principais atrações do parque são, sem dúvida, o zoológico, o teleférico, as duas piscinas que refrescam no verão e um bondinho. Além da área verde – é claro.

 

Plaza de Armas

 

 

O marco zero do Chile tem muita história para contar: começou a “existir” na primeira metade do século 16, tornando-se o principal ponto comercial na época da Colônia. Durante o dia, fica abarrotada de vendedores, turistas e trabalhadores. É lá que o visitante encontra a Catedral Metropolitana de Santiago, considerada monumento nacional – embora seja o quinto edifício a ser construída no local da igreja original (as construções anteriores sucumbiram a terremotos e incêndio).

 

Como Ir

 

São várias as formas de se chegar a Santiago. O Aeroporto Internacional Arturo Merino Benítez é o portão de entrada de vôos vindo de diversos países. O traslado pode ser feito de ônibus, táxis e vans a partir do aeroporto até o centro de Santiago. Táxis são boas alternativas para se locomover na cidade e todos os táxis trabalham com taxímetro.

 

Quando Ir

 

 

Santiago resplandece no verão. O céu fica limpo, e os Andes despontam. Nessa época, a temperatura vai de 21 ºC a 30 ºC. Os santiaguinos correm às praias, e a metrópole é dos turistas, que pagam preços de alta temporada. De maio a agosto chove e as temperaturas ficam por volta dos 10 ºC. Os preços baixam e é possível praticar esportes de neve — na cordilheira, a temporada de esqui vai de junho a outubro. Como toda capital que se preze, Santiago tem atrações o ano inteiro. As Fiestas Patrias, por exemplo, acontecem em setembro.

 

Documentos e Vistos

 

 

 

Brasileiros não precisam de visto para uma permanência de até 90 dias. Para entrar no Chile, basta apresentar RG ou passaporte.

 

Onde Ficar

 

 

 

Como em toda grande capital, Santiago também se divide em diversos tipos de classes hoteleiras. Os hotéis “top” estão entre os mais luxuosos do Chile, como o Grand Hyatt, o Regal Pacific Hotel e o Ritz-Carlton Santiago. Os hotéis que seguem logo a seguir no ranking não ficam muito atrás em conforto, estilo e serviços, como os da rede Accor que, além de conforto, oferecem diárias mais acessíveis. Em geral, encontram-se mais mordomias no hotel do que seu preço poderia sugerir. Outra vantagem é que ambos garantem aquecimento nos meses frios e ar-condicionado nos meses quentes. Os bairros mais boêmios e artísticos, como Bellavista e Brasil, oferecem alternativas para quem deseja se hospedar sem gastar muito. As dicas são Hostelling International Santiago e Hotel Monte Verde.

 

Comida

 

 

Santiago é o lugar perfeito para você experimentar todos os tipos de prato que possam ser feitos com salmão e batatas. Você provavelmente vai se impressionar com a mistura entre este peixe e carne de boi ou carne de porco. Mas, se não é chegado em alimentos do mar, acalme-se: a cidade tem uma grande oferta de restaurantes variados, que agradam qualquer paladar. É possível achar de pizza à comida francesa.

 

Moeda


A moeda oficial de Santiago é o peso.

 

Idioma


O espanhol é o idioma do Chile, mas fala-se inglês em muitos pontos turísticos.

 

Clima

 

Santiago possui um clima mediterrâneo temperado frio, com temperatura média anual de 14,5º C. A estação seca é prolongada e as chuvas de inverno se estendem de maio a setembro.


Transporte


O trânsito de Santiago é complicado, mas a cidade realmente convida o visitante ao passeio a pé. É difícil se perder, pois a Cordilheira dos Andes parece sempre indicar a direção. Para quem preferir o transporte urbano, pode aproveitar a extensa rede de metrô, composta por cinco linhas e três estações para baldeação. Funcionam de segunda a sexta das 6 às 23h, aos sábados das 6h30 às 22h30 e nos domingos e feriados, das 8 às 22h30. Há também uma ampla rede de ônibus, cujo pagamento é feito por cartões vendidos nos metros e grandes centros.


Compras


Para quem quer levar uma lembrança de Santiago, ou mesmo aproveitar o dinheiro extra da viagem para fazer uma comprinhas, seguem algumas sugestões de lugares:Lápis-Lazúli – Se você quiser levar de Santiago algo muito específico, escolha esta rocha azulada que só existe no Chile e nas peças árabes de “Mil e Uma Noites”. É claro que os preços podem ser meio “salgados”, mas diversos objetos podem conter apenas um pedacinho de Lápis-lazúli.La Vinoteca – Esta loja é recomendada para os amantes do vinho que pretendem levar para casa as melhores garrafas chilenas a preços bastante razoáveis. É possível degustar alguns lá mesmo, acompanhando com petiscos e pratos leves.Alonso de Cordova – É a “Oscar Freire” de Santiago, embora as calçadas sejam muito mais largas e repletas de jardins. Hermés, Luis Vuitton, Armani e outras marcas ficam expostas em casas cuja arquitetura já chama a atenção do visitante.Artesanato em geral – Talvez Santiago seja um bom lugar para você comprar aquele xale que tanto queria. Ou um quadrinho para pendurar naquela parede sem vida de casa. Mas, infelizmente, é difícil encontrar algo bacana nas feirinhas de rua.

 

Toque Romântico


Deguste o vinho chileno que é considerado pelos especialistas um dos melhores do mundo. Na periferia de Santiago há vinícolas que mantêm programas de visitas com direito a degustação e acompanhamento de guias especializados.

 

O Mercado Central é uma boa opção para conhecer restaurantes especializados em peixes e frutos do mar, pela qualidade e variedade de ofertas, garantidas pela proximidade do mar e pela corrente de água gelada que banha o litoral chileno. 

 

Quem quiser entrar com tudo no romantismo, rume para o bairro Concha Y Toro, um cantinho de casarões históricos e totalmente europeus do Barrio Brasil. Ali fica o restaurante Zully. Pétalas de rosas forram as escadarias de entrada e pode-se sentar em salinhas privativas ou com vista para a praça mais charmosa da cidade.

 

Para quem deseja uma noite mais animada, pode ouvir o melhor do jazz e do blues nos shows do pequeno El Perseguidor – se der sorte, pode ouvir o ótimo Angel Parra Trio, banda do neto de Violeta Parra, a compositora mais querida do Chile.

 

Fonte: viagemdeluademel.com

Compartilhe:

Escrito por: Mariana Reis
Topo