Noiva BH por Rose Quadros

Lua de mel: Morro de São Paulo

12/09/2012

Um vilarejo sem carros, uma ilha sem bancos, noite agitada e praias paradisíacas. Isso é o que você vai encontrar em Morro de São Paulo, na ilha de Tinharé, a apenas 60 quilômetros ao sul de Salvador, Bahia. Para chegar, só encarando uma viagem de duas horas de catamarã ou o táxi-aéreo, um aviãozinho para umas seis pessoas. As praias são numeradas: a Primeira, pertinho da vila, é mais freqüentada pelos moradores. A Segunda é pura badalação: gente jogando capoeira, frescobol e futebol durante o dia, e a festa rolando solta a noite toda. Da Terceira Praia saem passeios de barco para Gamboa e ilhas vizinhas, e a Quarta Praia é a mais tranqüila.

Passeios

Vila

Na verdade Morro de São Paulo é o nome do povoado no extremo norte da ilha de Tinharé, mas sua fama acabou emprestando o nome à ilha inteira, ou até mesmo ao arquipélago. É onde que se concentra o comércio e os monumentos históricos.

Forte

A construção iniciada em 1630 é uma das maiores fortificações do Brasil. Na época colonial chegou a ter 51 peças de artilharia, enquanto a vila abrigava uma guarnição de 183 homens. Hoje é o melhor local para ver o pôr-do-sol.

Casarão

A casa mais antiga de Morro de São Paulo, construída em 1608, já hospedou D. Pedro II e a Marquesa de Santos. Hoje abriga um restaurante e uma pousada.

Portaló

Para quem vem pelo mar, é o primeiro monumento visto em Morro de São Paulo. Nada mais é que um portão de entrada, uma mensagem de boas vindas para o visitante, do século XVII até hoje.

Farol

A construção mais visível de Morro de São Paulo. É possível observa-la, tanto para quem está no mar como para quem está em terra. Pode-se chegar ao Farol por uma trilha, que começa em frente à igreja. Há dois mirantes perto dele, um para o norte, onde se vê o atracadouro, a Ponta do Curral, e um pouquinho da Gamboa, e outro voltado para o sul, onde estão o principal cartão postal de Morro, as três primeiras praias. É também deste local que começa a maior tirolesa do Brasil. A caminhada vale a pena!

Igreja Nossa Senhora da Luz

O prédio atual foi construído em 1845, mas suas imagens datam de séculos anteriores. Antes, estava localizada próxima do atual Farol de Morro de São Paulo. Além de ter escapado de diversas tentativas de saque, é provavelmente a última igreja baiana a manter a tradição de enterrar pessoas ilustres no seu interior.

Praias

Primeira Praia

É a mais próxima da vila e a melhor para nadar. É boa para o mergulho e a única praia de Morro de São Paulo propícia ao surf. Tem 300 metros de extensão. Nesta praia foram construídas as primeiras casas de veranistas da região. Hoje em dia quase todas se transformaram em pousadas, lojas ou restaurantes e, as poucas que ainda restam são alugadas para turistas durante o ano. Assim como as casas, que deram lugar às pousadas, as antigas barracas de praia, quase todas pertencentes às famílias de nativos, hoje, dão lugar a uma ou outra barraca com toque internacional, não só na comida, mas também na música e no ambiente. A primeira praia também é conhecida como a praia das diversões náuticas. Aqui é possível dar uma volta de banana boat, alugar pranchas e equipamentos de mergulho, além de ser a praia de chegada para quem desce de tirolesa, do alto do farol.

Segunda Praia

Talvez seja a praia mais famosa da ilha. Todos que passam pela ilha, ao menos uma vez acabam curtindo a noite da segunda praia. Famosa principalmente entre os mais jovens, estas festas seguem invariavelmente até o sol nascer. Além das festas, é na segunda praia onde se concentra o maior número de barracas de praia, de todos os tipos. É também onde acontecem as rodas de capoeira no final da tarde, vôlei, futevôlei, futebol de areia e o tráfego de bolinhas de frescobol. A praia tem 400 metros de extensão. No final dela fica a Ilha da Saudade, um dos cartões-postais de Morro de São Paulo.

Terceira Praia

Dobrando a “esquina” na Ilha da Saudade, você já está na terceira praia. Existe uma grande variedade de hotéis, pousadas e barracas nesta praia, que é famosa pela Ilha do Caitá, uma ilhota rodeada por uma grande barreira de corais e com um único coqueiro ao centro. Por este motivo, é um dos pontos preferidos para o mergulho, onde você poderá ver peixes e corais de todas as formas e cores. Aqui na ilha é possível alugar todo o equipamento necessário para mergulho livre e autônomo, inclusive organizar saídas de barco. Outra dica é alugar um caiaque e chegar remando a ilha do Caitá.

Quarta Praia

À primeira vista, a Quarta Praia parece não ter fim. Uma grande barreira de corais forma inúmeras piscinas naturais nesta praia. Aqui, com apenas uma máscara de mergulho, você se sentirá parte deste paraíso. Uma infinidade de peixinhos não se incomoda em dividir o seu habitat com os visitantes. Aqui não se escuta mais o agito das outras praias, somente a brisa e o barulho suave do mar. Lugar perfeito para descansar, ler e namorar debaixo de uma sombra. A Quarta Praia também concentra os hotéis com maiores áreas de lazer e os resorts. O final dela é conhecido como Praia do Encanto.

Praia do Encanto

Andando mais um pouco, passando por um manguezal e cruzando um pequeno riozinho, chega-se a Quinta praia ou Praia do Encanto. A praia tem dois quilômetros de extensão praticamente deserta. Também abriga piscinas naturais mais profundas, que são excelentes na maré baixa. É a praia mais bem preservada de Morro de São Paulo, mais tranqüila, e o lugar ideal para quem busca paz e contato com a natureza.

Guarapuá

No trajeto até a ilha vizinha de Boipeba, existe o vilarejo de Garapuá, uma pequena vila de pescadores com uma enseada maravilhosa, pequena, de águas calmas e cristalinas. Aqui já existem algumas pousadas simples, mas nada que lembre um vilarejo turístico como o Morro. É uma praia belíssima, isolada entre manguezais, e quase deserta. Tem apenas alguns restaurantes nos seus quase dois quilômetros de praia com águas profundas e quentes. De todas as praias de Morro de São Paulo, é a única sem corais, somente fundo de areia. A melhor maneira de visitá-la é fazer um passeio por uma trilha na Mata Atlântica.

Gamboa

Está situada do lado noroeste da ilha, voltada para o continente. Além da encosta de argila, famosa para o tratamento da pele, tem um povoado, onde mora grande parte da população da ilha. A melhor forma de conhecer a praia da Gamboa é por meio de um passeio que parte da vila de Morro de São Paulo a pé e volta de barco, ou então saindo de barco, da Terceira Praia, visitando também a Ponta do Curral.

Boipeba

Ilha vizinha a de Tinharé, é separada pelo Rio do Inferno. De Morro de São Paulo saem quase diariamente tratores ou lanchas que fazem passeios organizados para esta ilha.

Pratigi ou Praia do Pontal

É a maior praia da ilha de Tinharé, com 10 quilômetros, e também a mais isolada. É completamente deserta, e difícil de chegar até de barco. A melhor forma de conhecê-la é fazer uma expedição de três dias, com caminhadas pelas praias mais selvagens do arquipélago.

Ponta da Pedra

É a praia que dá acesso ao povoado da Gamboa. São quase 30 minutos de caminhada do cais do morro até o cais da Gamboa. Este trajeto todo é chamado pelos moradores de Ponta da Pedra ou Praia da Gamboa. Praias cercadas por pedras, de águas cristalinas e calmas, o privilégio aqui é que ainda não existe nenhuma barraca de praia, somente o Iate Clube, onde veleiros que passam por aqui ficam ancorados.

Gamboa

Está situada do lado noroeste da ilha, voltada para o continente. Além da encosta de argila, famosa para o tratamento da pele, tem um povoado, onde mora grande parte da população da ilha. Hoje, apesar de oferecer infra-estrutura como boas pousadas e bons restaurantes com comida regional, ainda preserva o ar tranqüilo de um povoado de pescadores. Muitos turistas que preferem o sossego escolhem a Gamboa para se hospedar, bastando dar um “pulinho” ao Morro quando querem um pouco de agitação, curtir uma festa ou ver o movimento na rua principal. Aqui na Gamboa, as águas são calmas e cristalinas e o privilégio é poder estar na praia sem música alta ou muita gente ao redor, em contato com a natureza e as pessoas do lugar. A melhor forma de conhecer a praia da Gamboa é por meio de um passeio que parte da vila de Morro de São Paulo a pé e volta de barco, ou então saindo de barco, da Terceira Praia, visitando também a Ponta do Curral.

Praia do Forte

A Praia do Forte que só aparece na maré baixa, revela uma faixa de areia bem próximo das piscinas naturais, que são ideais para um mergulho com ou sem equipamento. O acesso a esta praia, como já deve ter imaginado, se dá ao final das ruínas do Forte.

Esporte e Aventura

Morro de São Paulo rima com esportes quando o assunto é curtir a natureza. Na água, na terra ou no mar, as diversas paisagens encantam os aventureiros. Uma das atividades mais procuradas é o mergulho, mas surf, windsurf, caminhada e até tirolesa são praticados na vila.

Como Ir

A partir de Salvador, é possível ir de lancha e catamarã, com cerca de 2 horas de percurso, ou em aviões pequenos, que alcançam a ilha em 20 minutos. Não é possível chegar ao Morro de São Paulo de carro. Não existe acesso terrestre. Até algum tempo atrás era permitida apenas a circulação do trator de coleta de lixo, transporte de materiais e alguns poucos veículos para passeios distantes e traslados para pousadas da 4a praia. Hoje, já existem buggy/táxis que circulam pela estrada paralela às praias, pelo Zimbo, Campo da Mangaba e o vilarejo da Gamboa. Não é permitida a circulação dos veículos nas praias e nas vias principais (como a Rua Caminho da Praia ou a Fonte Grande).

Quando Ir

O período mais movimentado de Morro de São Paulo é do Natal à Ressaca de Carnaval, portanto, também o período mais caro. Já em julho e agosto, há uma temporada “européia”, mas não tão movimentada como em janeiro. Feriadões também tendem a ter um movimento maior. De setembro a dezembro, o clima é muito agradável e há poucas pessoas na ilha.

Onde Ficar

Como você irá em viagem de lua de mel, que tal hospedar-se com requinte e conforto. Existem ótimas pousadas e um resort, que oferecem quartos com todo requinte, bangalôs rústico-chiques e chalés que farão a diferença na sua passagem por Morro de São Paulo. Além disso, algumas destas hospedagens oferecem aulas de surf, cavalgadas e trilhas na mata. Para os que querem economizar na estadia, há também ótimas pousadas com preços mais acessíveis.

O Que Comer

Em matéria de restaurantes o Morro de São Paulo é eclético, assim como a diversidade de seus moradores, vindos de diversas partes do Brasil e do mundo. A típica culinária baiana, em restaurantes de famílias nativas, oferecem um cardápio regional, porém moderado, sem exagero na pimenta ou no azeite de dendê, a não ser que você faça questão. As moquecas de peixe, polvo, bobó de camarão, lagostas (respeitando sempre a restrição das épocas de reprodução), siri catado e outras iguarias podem ser saboreadas até em alguns restaurantes a quilo. Em algumas barracas de praia, freqüentada por “nativos”, o turista mais corajoso pode se arriscar a uma fatada, sarapatel, caldo de sururu ou caldo de mocotó. Além destas opções, você também encontrará aqui comida vegetariana, crepes, paella, pratos típicos italianos e japoneses. E a cada temporada de verão, a ilha ganha alguma novidade culinária. Experimente.

Clima

O clima na Ilha é tropical-úmido. A temperatura média fica em torno dos 25°C. O sol na Ilha de Morro de São Paulo, é muito forte, por isso é bom se cuidar, abusar do protetor solar e beber muito líquido.

Transporte

Não há veículos particulares em Morro de São Paulo, apenas veículos utilitários para o transporte dos hóspedes dos hotéis mais distantes. A única estrada liga a vila à Quarta Praia e Praia do Encanto. Fora isso só há trilhas que podem ser percorridas à pé ou a cavalo, e alguns trechos que podem ser percorridos de trator ou veículo 4×4. Há vários barcos que ligam Morro de São Paulo com Gamboa e Valença. Para Boipeba, há apenas um horário de barco por dia, que faz o passeio de volta à Ilha. Na Vila, há algumas ladeiras, e a bagagem pode ser transportada por carregadores, porém convém acertar o preço antes. Da pista da Terceira Praia e da Quarta Praia os aviões chegam em 20 min em Salvador ou Barra Grande.

Compras

Todas as noites, uma feirinha de artesanato é montada na Praça Aureliano Lima. Entre as peças, artigos em prata, bijuterias, roupas artesanais e objetos de decoração feitos com materiais reciclados. As lojas do Caminho da Praia também oferecem boas opções de compras.

Toque Romântico

À noite, vá até a Vila onde os barzinhos e restaurantes de Morro de São Paulo dão um toque especial e romântico ao local. Pela manhã, aproveite para desfrutar das belas praias de Morro, que formam piscinas naturais por causa da maré baixa. Na parte da tarde, para quem gosta de esportes radicais, a opção é conhecer o Farol de Morro, e descer a maior tirolesa do Brasil, com 57 metros de altura e 340 metros de comprimento.

Fonte: www.viagemdeluademel.com

Compartilhe:

Escrito por: Mariana Reis
Topo