Noiva BH por Rose Quadros

A Noiva › Vestidos

Espartilhos

08/10/2012

O Espartilho ou Corset surgiu por volta do século XVI, e tinha como objetivo manter a postura e dar suporte aos seios. Somente por volta do século XIX, graças a invenção dos ilhóses e o uso de barbatanas de baleia, que a atenção foi voltada para a cintura. É iniciada a era das cinturas minúsculas, conhecida como era Vitoriana. A peça caiu em desuso no início do século XX quando foi inventado o sutiã. Nos anos 40, ela foi usada pelas Pin-ups e inspirou Christian Dior, que criou o New Look. Nos anos 60, o espartilho se tornou um acessório do fetiche. No início dos anos 80 alguns estilistas trouxeram de volta à moda peças que antes tinham sido relegadas ao fetiche e dentre elas estava o Espartilho. Esse revival não durou muito, em 1990 apenas poucos espartilhos apareciam em coleções de estilistas famosos. Em 2010, o espartilho voltou à moda.

Do século XVI para cá os espartilhos mudaram bastante. No início eram feitos com tecidos pesadamente engomados, hoje usados em tapeçaria e reforçados com junco e cordas engomadas. Atualmente temos peças muito mais leves, feitas com barbatanas ortopédicas.

Hoje existem espartilhos para todos os gostos, para usar debaixo de alguma roupa ou para usá-lo sozinho. Como diriam algumas amigas minhas, trata-se da plástica instantânea! Rs! Entrou na loja, experimentou, comprou e pronto! Seios empinados, cinturinha de pilão e barriga chapada!

Alguns estilistas usam o espartilho para compor seus vestidos de noiva, dando à noiva o corpo que ela sempre quis. Experimentei alguns… Vou dizer… Nunca me senti tão linda na minha vida! Acho que se não fosse tão apertado, usaria todos os dias!

Compartilhe:

Escrito por: Mariana Reis
Topo