Noiva BH por Rose Quadros

Casamento Ana Letícia (Anita) e Luciano

10/10/2013

Ana Letícia, ou Anita para os íntimos e seguidores do blog Anita bem criada se tornou uma amiga virtual com quem troco figurinhas. Sempre adorei seu jeito de escrever e decidi convidá-la para contar um pouco sobre como foi seu casamento, que aconteceu em setembro de 2010.
 
 
Acho muito interessante publicar um relato escrito com certo distanciamento dos fatos, ele se torna mais maduro sem perder a magia, é claro! Vamos ler?
 

“Meu nome é Ana Letícia (Anita!), sou de Belo Horizonte, mas moro em Brasília já há quase seis anos. Apesar disto, vivo em BH, não perco uma oportunidade de estar na terrinha e, se Deus quiser, volto logo logo a morar por aí.. Portanto, hoje, ponte-aérea é o meu nome! :) Meu marido também é mineiro, mas fomos nos conhecer aqui em Brasília, em um happy hour do trabalho. Ele, muito festeiro, não perdia um evento. Já eu, muito caseira, não ia a quase nenhuma festa. Nesse dia em que nos conhecemos foi mesmo um dia de sorte!!
A época que foi do início do meu namoro, passando pelo pedido, até o meu casamento foi um período mágico. Por tudo! Pelas coisas boas que aconteceram, mas especialmente, pelas difíceis superadas.

E, depois de tudo, queria um casamento realmente único, destacando-se dos demais pelas sensações, histórias e detalhes. Queria algo que ficasse na lembrança das pessoas. Não sei se o que me dizem é verdade ou gentileza, mas, acho que que consegui o que queria.

 

 

A que atribuo essa conquista? Foram tantas coisas. Mas vou tentar enumerar algumas delas:

- tive a honra de ter a minha mesa de doces preparada com doces cristalizados feitos com receita de gerações e gerações pela minha querida mãe;
- os lacinhos das garrafinhas de água foram dados por todos lá em casa, incluindo-se aí o noivo;
- a minha fotógrafa é a mesma que fotografou o casamento da minha irmã e que, naquele momento foi sua primeira noivinha e hoje esta fotógrafa é só sucesso;
- a minha daminha tinha apenas um dia de vida no casamento da minha irmã e todos se lembram daquele pacotinho lindo embrulhado durante a cerimônia, e depois entrando ali, sozinha, já no meu casamento;
- tive a honra de ter um familiar querido recitando o Soneto da Fidelidade enquanto o coral tocava Como é grande o meu amor por você;
- tive a felicidade de fazer nossos votos com a ideia de externar para todo o mundo como realmente é grande o nosso amor;
- Deus nos presenteou com o dia mais ensolarado do mês de setembro e, como se não fosse bastante, uma inspiradora noite de lua e estrelas.

 

 

 

Se foram os detalhes, as emoções, a história por trás daquilo, ou tudo junto, não sei. O que sei é que definitivamente aquele foi um dia muito especial.

O Grande Dia aconteceu no dia 17 de setembro de 2010, na Chácara Chiari. O buffet foi o Chiari, a fotógrafa foi a Cristina Lima, o vestido da Pronovias, Idea Sposa, os acessórios, Pedro Muraru, o salão foi o Marcus Martinelli, a decoração foi a Recanto Verde, os bem-casados da Graça Souvenirs e a lua-de-mel foi nas Ilhas Gregas.

Uma dica para a noiva que vai casar: Coma! No Grande Dia não há santo que nos faça querer comer. Por mais que sintamos fome, parece que nossa garganta fica travada. Mesmo assim, tentem forçar um pouquinho: seja tomando um suco, comendo uma fruta ou até um chocolatezinho que quase mulher nenhuma resiste. Falo isso, pois senti na pele a falta da comida no Grande Dia. Mas, graças a Deus, e dizem por aí que existe um “santo protetor das noivinhas”, ele me ajudou até o final para que corresse tudo bem (não obstante eu quase não tenha comido nada mesmo no Grande Dia – o que é muito errado!).


ALX_7992-tratada-copy-700x464

 

Fora isso, é a velha história. Organizem-se, não abram mão de um excelente e conceituado cerimonial, pois, no dia, elas funcionam como uma espécie de “anjos da guarda”. Além disso, não se cobrem tanto, não se cobrem perfeição. É óbvio que para esse momento desejamos e sonhamos com tudo por tanto tempo que nada, absolutamente nada, pode sair do programado.

Mas a dica é: trabalhem com isso, com as adversidades. Talvez uma certa situação seja melhor do jeito que ocorreu do que do jeito que inicialmente havia planejado. E, na grande maioria das vezes, o que incomoda uma noiva, nem de longe passa pelas vistas dos demais.

 

E curtam muuuuuuuuito os preparativos! Façam sites, blogs, interajam e deixem que as outras pessoas participem ativamente da espera do Grande Dia com você. Isso fará uma diferença enorme na sua vida e na vida de quem você deixou adentrar na sua. Afinal, quando o Grande Dia chega é tudo tão rápido que quando vemos, já se foi. E aí só fica o gostinho da magia no ar…
 
Ah, e só mais uma informação. Fui capa e interior da Revista Arte Noivas da edição de novembro/2010. www.revistaartenoivas.com.br (uma honra!)
 

Compartilhe:

Escrito por: Rose Quadros
Topo